Como identificar quando a criança está sofrendo na escola.

As últimas colunas que escrevi foram focadas na volta as aulas, adaptação da criança e cuidados que se deve ter. No entanto, tão importante como saber lidar com o emocional é saber identificar se algo de errado está acontecendo com a criança no ambiente escolar ou até mesmo com cuidadores. Como já disse anteriormente, na função que exerço hoje, como Conselheiro Tutelar, vejo diversos erros sendo cometidos pelos pais ou responsáveis e que no fim, passa desapercebido o que está acontecendo de fato com a criança. Hoje quero compartilhar com você alguns cuidados e atenções para que seu filho, neto, sobrinho, enfim, as crianças que te envolvem não sofram caladas.

1.     Se a criança sair chorado dia após dia da escolinha...
Repare no rostinho do pequeno na hora da saída. Ao entrarem na escola é difícil a separação para eles e por isso é normal o chorinho. No entanto, a saída é sempre o ponto de atenção, pois, repare nos olhos e nos gestos, o choro ao sair pode ser seu radar. Se chorar dia após dia vale investigar. Pode estar sofrendo bulliyng ou até cansaço físico, caso a agenda esteja muito intensa. Preste atenção nas histórias e nunca deixe de duvidar... fale com os educadores e confirme as versões.

2.     Demonstração de que não gosta da cuidadora ou professora...
No comum os pequeninos adoram seus professores, tios, avós, cuidadoras entre outros. Completamente normal se sentirem invadidos e contrariados com os “não´s” e as regras que passam a fazer parte das suas vidas. Portanto, investigue e fique atentos aos detalhes. Pergunte, espicule, pois, a rejeição é um indicio forte de que algo está errado.

3.     Quando a criança estiver brincando gritar com as bonecas, bater e as colocar de castigo...
Nas brincadeiras e nos momentos de descontração as crianças reproduzem tudo o que vivem. Se por acaso reparar que a criança está batendo, gritando ou colocando as bonecas ou amiguinhos de castigo, interrogue... quem te ensinou assim? Diga... Tadinha da bonequinha... o que ela fez? Tenha certeza do realmente acontece e se for verificar com a escola nunca faça por telefone, pois, nada substitui o bom e velho olhos nos olhos.

4.     Nunca quer ficar com a cuidadora ou ir à escola...
Preste atenção em todos os detalhes e instrua, corrija, incentive, participe e faça com amor. Às vezes você está colocando seus filhos num local de sofrimento e, o pior, o obriga a fazê-lo. Procure entender cada fase e cada momento na vida da criança. Tente entender qual a dificuldade da criança em ter estes contatos.
  
5.      Mudanças durante a noite e insônia...
Pesadelos e dificuldades para dormir pode ser indícios que algo está estranho. Todo sinal de anormalidade precisa ser investigado. Não basta culpar a escola precisamos entender primeiramente qual foi a mudança na rotina.

6.      Tem medo de chegar perto de algumas pessoas...
Esse sinal é grave e vale tanto para cuidadoras, parentes e amigos como para a escola. Quando a criança demonstrar ter receio de contato físico ou se retrair e manter a cabeça baixa a qualquer mudança do tom de voz, é sinal de que ela pode estar sendo maltratada ou abusada, apanhando dos amiguinhos ou até dos educadores.

7.      Não toca no assunto da escola nem dos amiguinhos...
O bullying faz com que a criança se isole e se feche. Questione os educadores, e, participar das atividades que a escola oferece é uma boa oportunidade para verificar o comportamento do pequeno. Veja se ele é enturmado, se as outras crianças falam com ele, como eles brincam. Importante ressaltar que os professores serão seus melhores aliados.

8.     Irritabilidade demasiada e constante...
Irritação ou desânimo pode indicar sobrecarga. Tenha certeza que o excesso de atividades não está afetando a criança.

9.      Assaduras e má higienização...
Muito se confunde má higienização com indícios de abuso. Tenha certeza de que a criança está sendo bem cuidada e higienizada para não ter problemas ou gerar dúvidas.

Aí está alguns cuidados e que requer muita atenção. Fiquem atentos, tenham diálogos com a criança, preste atenção nos detalhes. As crianças contam tudo o que acontece com elas por meio do comportamento, desenhos, gestos, olhares, tiques, etc. Quem ama, cuida! Excelente dia a você e que seja muito abençoado. Abraços Gilson Biondo.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONHECENDO MELHOR A SÍNDROME DA ALIENAÇÃO PARENTAL

O QUE ACONTECE DENTRO DA ESCOLA? Seu filho está seguro?

Os filhos não precisam de Super-heróis, eles precisam de pais verdadeiros!