Como saber se seus filhos não sofrem abuso sexual?

A cada hora, 5 casos de violência contra crianças são registrados no país. Cada dia, em média 129 casos de violência psicológica e física, incluindo a sexual, e negligência são reportados ao Disque Denúncia 100. O Conselho Tutelar de Osasco semanalmente se depara com casos de abuso sexual infantil. 1 em cada 5 crianças sofre abuso sexual. Somente 1 em cada 20 casos de abusos é relatado. 87% dos casos acontecem dentro do ambiente familiar ou envolvem pessoas do convívio da criança. O abuso independe da etnia, classe social, cultura e sexo.

O DIA NACIONAL DE COMBATE AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES foi instituído a partir da menina Araceli Cabrera Crespo, ela tinha 8 anos quando foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada, no Espírito Santo. Araceli uma criança brasileira que em 18 de maio de 1973 foi assassinada violentamente por Paulo Constanteen Helal e Dante Michelini. Seu corpo foi encontrado somente 6 dias depois, desfigurado por ácido e com marcas de extrema violência e abuso sexual. Os autores do crime, pertencentes a famílias influentes do Espírito Santo, jamais foram condenados, mesmo com fortes evidências de que este não foi o primeiro crime da dupla. Posteriormente, a data da morte de Araceli foi transformada no Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração 
Sexual de Crianças e Adolescentes pelo Congresso Nacional.

Não diferente de Araceli muitas crianças brasileiras sofrem o mesmo terror. Tenho tido experiências que fica até difícil de expressar em palavras, tais sentimentos. Casos como uma criança de 5 anos que foi abusada pelo avô materno aos 3 anos, e repetidamente abusada pelo bisavô de 80 anos aos 5. Casos como de crianças que são abusadas pelo pai, tio, padrasto, irmã e até mesmo pela mãe. Se alguém dissesse – Biondo, que pesada a sua coluna desta semana?! Eu responderia – Pesado são os fardos que essas crianças carregarão por toda a vida sem ter tido a oportunidade de saberem como se defenderem, e, é por isso que tenho feito muitas rodas de conversas e palestrinhas para crianças no intuito de ajudar na identificação dos que as rodeiam. Ensino através de imagens, desenhos e musiquinha a se defenderem... veja que legal para você ensinar aos seus filhos e alunos... 
♪ ♫ ...O seu corpo é um tesourinho, tão precioso você tem que guardar, se alguém tocar em você, você não pode esse segredo esconder. (2x) ♪ ♫
♪ ♫ Fale pra o papai, conte pra mamãe, Fale com seu professor, Se alguém tocou em você e você triste ficou, Fale para alguém. Não tenha medo, não guarde segredo, conte para alguém, não tenha medo, não guarde segredo... ♪ ♫

Veja algumas brincadeiras que você pode fazer para extrair algumas verdades ocultas:
1.       Chame a criança para brincar, coloque uma boneca ou boneco em seus braços e diga que agora ela é a mamãe. Depois mude o contexto e diga que agora ela é o papai. Observe atentamente o comportamento da criança por que com certeza ela reproduzira o que acontece em sua rotina e principalmente o que lhe marca no coração. Quer saber como é o contexto com os avós, os tios, professores na escola é só aplicar a mesma técnica.
2.       Em um tempo agradável de convívio conte historias diversas para a criança e fale de coisas que são alegres, tristes e de medos (não aterrorize as crianças hein) e logo depois chame-a para desenhar. As crianças costumam expressar tudo que sentem em desenhos, portanto, vale ficar atento.
3.      
Conversas em grupo e, clareza nos assuntos, as encorajam a falar, e tudo que disserem podem dizer muito mais sobre si do que por si mesmo disseram.
4.       Medo de chegar perto, medo de gestos, medo de pessoas e lugares pode mostrar indícios de que algo está errado.
5.       Hematomas, isolamento, tristeza permanente, mudança de comportamento, irritabilidade e agressividade também valem a atenção.
6.       Muitas crianças têm medo de contar por sofrerem ameaças e chantagem. Sentem medo de serem culpadas e terem feito algo errado que decepcione os que ama. Contudo, seja paciente e compreensivo, pois, a criança só precisa saber em quem confiar.

Hoje confesso que termino esta coluna com lagrimas nos olhos por lembrar de cada rostinho e cada olhar nos casos que atuei e nas palestras que já fiz. Já pude ajudar muitas crianças e espero poder ajudar muitas mais, porém, espero contar com sua ajuda, pois, você também pode ajudar muito. No Brasil o “Disque 100” é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. Quando notificar ou suspeitar que existe algo errado ligue e denuncie, você pode salvar uma vida. Deixo aqui meu apelo, abraço e desejo de que Deus nos ajude nessa caminhada.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONHECENDO MELHOR A SÍNDROME DA ALIENAÇÃO PARENTAL

O QUE ACONTECE DENTRO DA ESCOLA? Seu filho está seguro?

Os filhos não precisam de Super-heróis, eles precisam de pais verdadeiros!